HOME ESCOLA DA SÍNTESE ATIVIDADES AGENDA PRÁTICAS ESPIRITUAIS LEITURAS CONTATO  LOJA 
 
 
Mensagens Canalizadas dos Mestres de Luz
 
 

OS DISCÍPULOS AQUARIANOS NO CAMINHO DA LUZ

 Que a Luz do amor divino universal esteja convosco!
 
Os discípulos conscientes no caminho que estão trabalhando no plano físico, em grande maioria, tiveram uma certa preparação em vidas anteriores para a etapa que hoje a humanidade vive.
 
Toda a história da humanidade está sendo movimentada por energias novas, energias aquarianas, que têm o intuito de diluir as energias mais densas, as energias de maior violência, as energias que de fato pesam e sempre pesaram no curso da evolução. Tudo que a humanidade está hoje colocando à vista de todos, tudo o que está sendo manifestado é o resultado de muitas energias antigas, não atuais.

Tudo que estais vendo, tudo que a vossa consciência está constatando é muito, muito antigo, dentro do seio da humanidade. A diferença é que durante muitos séculos e eras a humanidade estava inconsciente destas manifestações. E mesmo que inconscientemente multiplicasse essas energias desfavoráveis à evolução, grande parte da humanidade não tinha consciência de estar copiando estes modelos de poder, de manipulação e de destruição. Então, hoje nós temos uma humanidade que está buscando uma nova ordem; essa nova ordem é mundial em todas as nações. Em todo o planeta há uma busca de uma nova ordem.

A partir do que está se exteriorizando e manifestado aos olhos de todos é que nascerão chances para implantar novas ações que possam favorecer a todos e levar todas as almas a alcançar outros patamares.

Para ficar mais claro para todos, falando principalmente do Ocidente, a vida no Ocidente ficou escrava dos meios capitalistas, ficou escrava de instituições políticas, religiosas; perdeu-se nos seus princípios, buscando um bem-estar que se traduzia em obter, consumir mais, adquirir mais bens, adquirir coisas, status, poder, etc. Então, o Ocidente movimentou muitas energias de um poder manipulador e cerceador e com ele a corrupção. Isto envolveu e arrastou as instituições religiosas, políticas, econômicas, sociais que intensificaramos jogos de poder e criaram uma grande fantasia em torno disto. Não contribuíram construindo um caminho real, uma experiência real. 

E aí, não só o Ocidente mas também o Oriente, voltando-se para um bem-estar, e não para um bem-viver, destruiu a natureza, tomou para si aquilo que era da Terra, que era do planeta, desertificando a Terra, destruindo os seus recursos. Então, criou um vazio nas relações, nos grupos, nos diálogos entre as nações. Mesmo entre as nações, os diálogos, os acordos, não estavam visando o bem geral da humanidade, nem o bem do planeta; ainda que fossem acordos que eram aplaudidos, estavam buscando beneficiar ainda pequenos grupos e não a todos, e não as populações. 
 
Obviamente que há muitos dentro das nações que são conscientes, responsáveis e que lutam por uma ação muito mais humana, porque a humanidade esqueceu de ser humana; esqueceu da sua humanidade e quando todos esses valores artificiais se esgotaram ao ponto limite, houve então uma corrida, uma busca daquilo que pudesse alimentar de fato a vida que pulsa dentro; onde as pessoas buscaram a espiritualidade, buscaram a meditação, e continuam buscando, com uma necessidade de realização, uma realização verdadeira.

A realidade atual na humanidade é um reflexo de tudo o que foi gerado antes; são muitas energias que estão dentro de uma grande ebulição, dentro e fora de cada ser humano.

Há uma globalização que, ao mesmo tempo, tem os seus pontos positivos e os seus pontos negativos. Os pontos negativos, como acabei de falar, é tudo aquilo que disseminou-se em todas as nações em termos de poder, de corrupção, etc. A globalização expôs isso e ajudou a aumentar. Ao mesmo tempo, a globalização fez com que cada ser humano se sentisse em comunicação com qualquer outro ser humano, em qualquer parte do planeta, que fez com que - esse é o ponto positivo da globalização - cada um se visse como parte dessa família (Humanidade) e consciente de que tudo que acontece em qualquer uma das partes do planeta, em qualquer pequeno trecho dessa humanidade, repercute na vida de todos.
 
Esses são os fatores positivos da globalização e a modernidade trouxe facilidades que proporcionaram ainda mais a conexão de muitos seres humanos com outros seres humanos em várias partes do mundo. Isso é positivo, isso é parte de uma ação aquariana. Mas, a respeito da globalização, tudo aquilo que serve para expandir os meios de fanatismo, de terrorismo, de guerra, todos os meios que são utilizados pela globalização para destruir, para consumir recursos do planeta, obviamente que não é e nunca será parte de uma ação aquariana.
 
Estamos num momento em que a humanidade precisa preservar o que é positivo nesta ação de globalização e precisa aprender a transformar os aspectos negativos desta globalização dando oportunidade para que muitos falem em nome do amor, da fraternidade, da solidariedade e da justiça dando mais voz a uma ação humanizada para que a globalização sirva às necessidades de igualdade, liberdade, fraternidade e solidariedade.
 
Isto é importante falar porque é tão corriqueiro que esses aspectos da globalização oscilem entre o bem e o mal que a maioria das pessoas não percebe que estão sendo arrastadas por aquelas energias que não são a favor da humanidade e da Terra. Deixam-se contaminar, deixam-se envolver por energias que separam, que dividem, que destroem; não conseguem separar o joio do trigo, não conseguemapreciar os valores humanitários, os valores que preservam e que cultivam a justiça, a fraternidade, a humanidade em si.
 
Há uma grande ebulição de forças, de energias, pela qual a humanidade tem que passar, tem que depurar tudo isso; tem que transformar as energias para que haja mais espaço para todos conquistarem as suas verdadeiras vidas de volta, as suas realizações e para que consigam o poder de conexão com todas as almas, não só através da internet. Falamos do poder de conexão real entre as almas.
 
A humanidade se perde em meio a estas energias que se misturam: uma hora há um aspecto positivo dessa globalização, outra hora há um aspecto negativo e aí é que está a ação daqueles que estão encarnados e que em outras vidas passadas foram preparados para estar encarnados neste momento, nesta exata etapa em que a humanidade atravessa um período de grande desordem para restaurar a ordem e conquistar uma nova ordem mundial. 
 
O papel dos discípulos que estão conscientes é de trabalhar para que cheguem a todas as almas as forças de união, as forças amorosas, as forças de paz, todas as forças da Criação que podem ser transmitidas a partir de todas as almas. Todas as almas, com seus recursos, seus instrumentos, têm condições de auxiliar a humanidade.
 
Dentro dessa situação, todos aqueles que são discípulos, que são conscientes, que estão trabalhando espiritualmente, começam a sentir uma certa urgência em realizar alguma coisa, em fazer alguma coisa. E como o discípulo é discípulo porque tem um Mestre, é primordial que cada discípulo tenha cada vez mais oportunidades de estar com seu Mestre para retomar a sua verdadeira unidade interna, aquela que cada discípulo toma de volta para si na medida em que mergulha na experiência com o Mestre e que através do Mestre tem uma conexão maior com outros seres da sua unidade.
 
Todas as almas estão envolvidas por uma unidade de forças, uma unidade de seres. Seres de fontes diferentes às vezes, de linhas diferentes também mas que compõem uma unidade, porque através dessa unidade espiritual o discípulo começa a tomar consciência:

  • de que precisa viver este mundo como uma alma consciente;
  • de que o seu trabalho com a sua alma, o mergulho em seu universo interior, na luz de sua alma é imprescindível para que continue dando os seus passos no caminho;
  • de que para atender as necessidades da humanidade é preciso viver em conexão com a Unidade Interna Espiritual. É através dela que cada alma consegue tomar para si uma parte das forças originárias de uma unidade grupal.
  • As almas que estão encarnadas compõem unidades em vários níveis. Então as vossas unidades internas vos conectam a outras unidades de almas e estas unidades estão dentro de outras unidades de almas e espíritos. Portanto, somente a partir da experiência interna do discípulo de mergulhar em sua unidade interna é que consegue sentir-se um canal: um canal das forças da Criação, um canal da luz da sua alma, da luz do seu Mestre, um canal das Energias Crísticas, um canal das forças que a humanidade precisa. Com esta consciência, o discípulo não pode - de forma alguma - descuidar-se do trabalho espiritual individual e grupal; não pode deixar que o trabalho grupal perca a sua força, não pode permitir que nada aconteça às bases materiais e físicas onde estão assentados os grupos que trabalham em conjunto.
 
Assim sendo a responsabilidade de um discípulo nasce de sua própria consciência porque ele sabe que está no mundo com uma oportunidade de trazer - como nunca pode antes - muito mais condições espirituais à humanidade para auxiliá-la a restaurar a Ordem Espiritual. 
 
Um discípulo aquariano tem essas bases internas: tem a consciência de que o momento atual é muito sério e de que precisa trabalhar espiritualmente para continuar sendo uma fonte também de luz. Ao unir-se ao seu Mestre ou à sua Mestra, à sua unidade interna, pode compor células grupais com outras almas a fim de trabalhar em prol de toda a humanidade.
 
Um discípulo aquariano sabe o caminho a trilhar e tem consciência de que precisa colaborar para preservar as bases materiais do trabalho da Hierarquia Maior Planetária para continuar o seu trabalho grupal, a sua ação junto com outras almas. 
 
Um discípulo aquariano sabe que é um discípulo de um Mestre mas que, acima de tudo, é um discípulo da Hierarquia Planetária e que está próximo ao Sr. Buda Maitreya, uma vez que tornou-se consciente da Obra Crística; assim como, está perto de cada um dos Mestres dos raios e que estes também estão mais próximos de sua alma. Portanto, aproveita todas as oportunidades para que a sua força espiritual desenvolva-se ainda mais.
 
A palavra mais comum para um discípulo é desenvolvimento, pois cada dia é uma oportunidade para crescer espiritualmente, aprendendo e ensinando, doando e recebendo. O discípulo não pára de caminhar, não pára de crescer, de conquistar e é esta força que faz com que consiga lidar com as dificuldades humanas: físicas, emocionais e mentais.
 
É com esta força, é com este direcionamento, com este desenvolvimento contínuo que o discípulo vai tornando-se mais forte na sua consciência mental e aos poucos administra melhor a sua vida emocional, porque a sua alma tem força para lhe dar condições de tornar as energias emocionais e as mentais muito mais harmonizadas, muito mais alinhadas com os princípios que estão pulsando na alma.
 
Um discípulo sabe que está encarnado e que vive em ambientes densos e de energias difíceis e pesadas, porém, tem consciência de que não precisa estar a serviço das energias inferiores. Ele pode estar continuamente a serviço das energias superiores e cada vez mais. Mesmo que tenha de viver entre as energias mais densas, mais inferiores, não precisa multiplicá-las, não precisa absorvê-las, porque sabe cuidar-se espiritualmente e preserva o seu trabalho interno.
 
As suas conquistas espirituais são doadas a todos os seus irmãos e irmãs. Suas conquistas individuais são doadas ao grupo ao qual pertence e as conquistas grupais que recebe multiplicam as oportunidades para que individualmente tenha acesso a outras conquistas no caminho espiritual. Assim, o discípulo tem consciência de que precisa fortalecer a sua identificação com aqueles que fazem parte desta unidade grupal, desta célula grupal. Precisa fortalecer-se espiritualmente e também precisa cuidar e proteger o grupo do qual faz parte. 
 
Como? Alimentando energias superiores no grupo, alimentando ações fraternas, amorosas, aquelas que carregam as suas energias mais belas e mais profundas. Um discípulo sabe a importância de abraçar a todos os irmãos com seu amor, compreende que quanto mais mais amor circula em um grupo maior é a sua força.
 
Quando o discípulo tem essa consciência e caminha dia após dia nessa direção, começa a aprender a lidar melhor com as situações comuns do dia a dia da vida humana. Ele sabe que dentro do seu grupo de trabalho jamais poderá dar força às críticas destrutivas, nem permitir que hajam ações que beneficiem apenas alguns em detrimento de outros.
 
Ele cuidará para que as energias dentro do grupo se elevem e não caiam do seu nível, pois obviamente esta ação individual de cuidado é importante para cada elemento do grupo e ao mesmo tempo mantém o grupo dentro de uma vibração e de uma irradiação próprias. 
 
Um grupo espiritual é uma unidade de almas que irradia a sua força, suas energias, em todos os planos espirituais em que atua. E isto não é diferente no plano físico porque todos continuam sendo as mesmas almas no plano físico, irradiando a mesma luz divina. Portanto, é importante para um discípulo refletir mais no que pensa, no que fala, no que faz, a fim de que possa dar mais espaço para as energias que estão sendo movimentadas pela própria alma dentro das Unidades Luminosas nas quais se encontra.
 
Tudo isso compõe uma realização que o discípulo vai conhecendo, internamente e externamente. Ele percebe-se adquirindo facilidade para vivenciar e sentir níveis intensos de energias, níveis sutís, mas também pertcebe a importância de expressar essas energias na sua experiência humana com seus irmãos.
 
Isto traz um nível muito importante de realização: ao constatar que há menos divisões internas ou que as divisões internas são cada vez menores. Há uma ação interna movimentando-se para fortalecer a alma, o que também fortalece a mente e a consciência do discípulo; expõe suas emoções a um outro nível de experiência e também a outras ações humanas. 
 
  • É preciso compartilhar a irmandade para que haja fraternidade.
  • É preciso vivenciar a fraternidade para que haja a justiça.
  • É preciso sentir-se justiçado para viver em harmonia e equilíbrio. 
  • É preciso trazer a força e a sabedoria da alma para exteriorizar o amor que está em cada um.
  • É esse amor que trará a paz! 
 
Então o caminho da humanidade passa por tudo isso, porque todos esses princípios fazem parte da Criação e da Vida desta humanidade neste sistema planetário. 
 
Existem muitos desníveis energéticos no planeta e obviamente também sentís isto, contudo, precisais buscar o vosso equilíbrio interno espiritual a fim de que a vossa experiência auxilie outras almas e, ao mesmo tempo, vos traga um maior aprendizado e uma consciência mais clara sobre que ocorre na humanidade além das fronteiras das nações, além do sofrimento das almas em vários pontos do planeta. Isto auxilia que o Amor Crístico desague na humanidade, levando esperanças, forças, para que todos possam seguir em frente e atravessar esses períodos de grandes tempestades.
 
A humanidade corre riscos, obviamente. Existe um Plano Divino sendo desenvolvido há muito tempo na humanidade e que continuará em ação durante muito tempo ainda. Existe sim, mas todos os discípulos encarnados fazem parte dessa Grande Obra Divina para a Terra e precisam continuar trabalhando pela Grande Obra, em favor de toda humanidade. Um discípulo consciente disto busca tornar-se cada vez mais fiel à sua alma, ao seu Mestre, à sua unidade interna espiritual. Deste modo, pode contribuir para diminuir as desigualdades, as injustiças, as guerras e todas as formas de sofrimento que estão presentes na humanidade.
 
A partir do momento em que a Hierarquia viu a necessidade de criar um Novo Grupo de Servidores do Mundo, todas as almas que vieram alcançando as suas conquistas espirituais, elevando-se, ganhando a condição de discípulos reconhecidos pela Hierarquia, começaram a compreender a necessidade de trabalhar junto a esses novos trabalhadores, os novos servidores do mundo.
 
O trabalho da Escola de Sabedoria Universal da Síntese está dentro desta ação dando continuidade a esta tarefa tão antiga mas que na era aquariana traz movimentos novos e inovadores para beneficiar todas as almas que estão entrando no Caminho, aderindo a esta experiência de caminhar na Unidade da Luz em comunhão com muitos Mestres, muitos Anjos e com muitos outros Seres de Luz.
 
Na medida em que a Era Aquariana avança todas as almas em evolução neste sistema planetário alcançarão níveis de consciência mais profundos, e ao mesmo tempo mais sutis, que favorecerão uma participação mais consciente e também conectada ao grupo de servidores do mundo. Em síntese, todas as almas conscientes saberão da necessidade de continuar trabalhando pela humanidade.
 
O trabalho não termina nunca! O trabalho mais difícil acontece nos períodos críticos, como o atual, em que a humanidade atravessa um caos - para retomar a ordem. Mas quando essa ordem permanecer, ainda assim será necessário criar outras energias para manter a ação de todas as almas no seu curso evolutivo. Uma vez que, a humanidade é um conjunto de vários grupos de almas de níveis evolutivos diferentes todos os discípulos encarnados permanecerão trabalhando pela humanidade, porque é assim que se tornam fraternos e irmãos, criaturas divinas em ação.
 
Estamos falando basicamente dos discípulos que estão encarnados, porque os discípulos que estão desencarnados reconhecem toda a natureza deste momento e estão muito abertos, muito disponíveis para unirem-se a todas as células grupais de almas encarnadas com as quais podem se unir, quer sejam seres do plano astral, mental ou búdico.
 
É muito importante que tenhais a consciência de que muitas almas desencarnadas que fazem parte do vosso sistema familiar já estão participando desta ação espiritual pela humanidade em outros planos. E que o fato de estarem atuando espiritualmente em favor da humanidade traz ao vosso sistema familiar uma rapidez na concretização daquilo que o sistema precisa realizar.
 
Geralmente um sistema familiar tem muitos propósitos espirituais, muitas tarefas e não somente uma. Muitas almas desencarnadas ligadas aos discípulos encarnados, por fazerem parte do sistema familiar, são atraídas pela força espiritual movimentada por aqueles que estão no plano físico (dentro do sistema familiar) em favor de objetivos espirituais superiores.
 
Assim sendo, enquanto estais encarnados e trabalhando nos níveis espirituais mais elevados atraís as almas do sistema familiar que estão no plano astral para o mesmo trabalho. Ou melhor dizendo, todo o sistema familiar é acionado pelas forças superiores quando um ou mais integrantes trabalham espiritualmente e desenvolvem nivéis de consciência superiores. Não importa o nível evolutivo das almas que estão desencarnadas ou daquelas que estão encarnadas, mas sim que encontram-se conectadas ao mesmo sistema familiar e que correspondem-se energeticamente e espiritualmente dentro dele.
 
Podeis dizer assim: 
-Mas... o meu irmão não é espiritualista, a minha tia não é espiritualista, minha vó não é espiritualista!
E vos digo: mas não é uma questão de um familiar ser espiritualista ou não. Estamos falando da ação das almas dentro do sistema familiar. A ação espiritual de 1 ou mais integrantes do sistema movimenta mais rapidamente as forças energético-espirituais necessárias para diluir o que precisa ser diluído no sistema, ou ser transformado, e alimenta forças para levar o conjunto de almas às suas necessidades de ascensão energético-espiritual dentro do próprio sistema.

Não há como alterar o ritmo da vida. É preciso seguir a vida, acompanhando o ritmo em que ela está se dando, mas preparando-se sempre para as próximas ações.

O discípulo consciente está sempre preparando-se para a próxima etapa, alimentando-se continuamente da luz da sua alma, para que a sua vida no plano físico seja cada vez mais intensa e possa proporcionar a outras almas também as oportunidades necessárias.

Alguma pergunta? São muitas informações, mas em síntese, todos os discípulos que estão encarnados e que são conscientes do caminho estão seguindo a direção de uma ação grupal em favor de todos: em favor do sistema planetário, em favor da humanidade. Este é o curso natural.

À medida em que trabalhais espiritualmente ficais ainda mais fortalecidos pela unidade vivenciada internamente. E como disse antes: 

  • as vossas conquistas individuais são doadas ao grupo,
  • as conquistas do grupo são doadas a todos, são partilhadas com todos.
Isto leva todos a outras oportunidades de ação interna e de expansão da consciência e da mente. 

O trabalho espiritual na humanidade atualmente está voltado para a expansão dos níveis de consciência. Portanto, toda a Ação Crística está trabalhando nessa direção: da expansão da consciência.
Há muitas pessoas nesta humanidade que constatam através da sensibilidade a presença de energias, pressentem, sentem algumas forças e presenças espirituais superiores. É preciso que sejam conscientes das capacidades de suas almas e que valorizem a ação da alma a fim de prosseguirem evoluindo e auxiliando outros a evoluírem.

Muitos buscam de forma desenfreada por um bem-estar e não por um bem-viver... 
O bem-estar às vezes fica colorido pelas vaidades ou confunde-se com um consumismo compulsivo onde o ter isto ou aquilo promete um certo "bem-estar". Mas, e o bem-viver?

Muitos estão buscando o bem-viver e é por isso que multiplicam-se as ações que levam as pessoas à meditação, à yoga, aos métodos de respiração, a fim de isto devolva o verdadeiro bem-estar... São recursos para que estas almas abram caminho para outras forças que as alimentem internamente. Enquanto buscam meios de limpar a mente e aquietá-la, abrem espaços internos para todas as energias superiores que são dirigidas a elas. Mergulham profundamente em seu próprio universo interior e criam oportunidades para uma consciência de si mesmas e para a oportunidade de vivenciar esse amor que está na alma.
 
Muitos caminhos estão se abrindo em toda a humanidade pela necessidade desse "bem-viver", porque o bem-estar não trouxe felicidade prometida, não trouxe muitas alegrias e aí as pessoas perguntam:
- Então o que é a vida, se eu tenho tudo e não sou feliz? Muitos querem sentir a vida mais profundamente e de forma natural, precisam refletir sobre seus questionamentos, procuram arejar a sua busca real e iluminar seus sentimentos e sua sensibilidade na direção do mundo da alma. 

 Perguntas? Ou reflexões?

A verdade é que a ebulição é tão grande que o nível de insatisfação da maioria também é muito grande. Há um nível muito alto de insatisfação porque nenhum ser humano pode estar satisfeito com o que está acontecendo na sua humanidade; nenhum ser humano pode sentir-se internamente realizado - de verdade -ao ver ou ao assistir tudo o que está acontecendo em todo o planeta.

Este nível de insatisfação dará lugar a processos graduais de transformação, porque a insatisfação torna as pessoas inquietas e questionadoras. Portanto, anseiam por novas realidades, buscam um mundo melhor e desejam novas ações para si mesmas. Encontram dentro de si mesmas forças e sentimentos que são apenas reconhecidos internamente e que necessitam ser manifestados, como o amor fraterno, o amor solidário e o impulso de união e de comunhão espiritual. Reconhecem internamente muitos sentimentos e sentem-se inquietas em relação à dor e ao sofrimento de seus irmãos e irmãs. E assim, começam a sentir necessidade de fazer algo que seja a ponte para a construção de algo que favoreça melhor a vida de todos.

Não é necessário falar, porque todos sabem: 

  • que o sistema político que está aí está acabando, vai acabar, e dará lugar a uma nova política.
  • que o sistema judiciário que está aí está acabando, vai acabar, e dará lugar a uma justiça humanizada e voltada para a igualdade, a liberdade e a fraternidade.
  • Assim também ocorrerá com a economia em todo o mundo.  

Os sistemas econômicos são os maiores responsáveis pelos níveis de escravização, guerra, destruição da própria natureza do planeta, da humanidade, das divisões entre as nações. Enfim, todos os níveis de egoísmo foram alimentados por via desta linguagem econômica. 

O egoísmo chegou no seu ponto máximo e ainda está operando, não é? O momento atual na humanidade é crítico, é difícil mas necessário para dar lugar a uma nova etapa onde poderão ser resgatadas a fraternidade, a justiça, a igualdade e os valores fundamentais da existência na Terra.
E o que um discípulo faz neste momento? Ele trabalha porque sabe o quanto a humanidade precisa.
Ele não vai abandonar o barco agora, viveu várias vidas para chegar a este momento e não é agora que deixará de realizar a sua ação.
Por isto é fundamental que um discípulo volte-se para a alma, para o Mestre e busque conectar-se com as ações espirituais que podem auxiliar a humanidade neste momento.Também deve pensar um pouco em sí como uma alma, buscar um pouco das suas vidas passadas, reconhecer que já tem consciência do Caminho a seguir e acompanhar o fio dessa trajetória que o trouxe até aqui, e conscientizar-se da íntima relação com a Ação Crística na humanidade.
 
Isto somente cada um pode fazer consigo mesmo. O Mestre, por mais que goste muito de conversar com o discípulo,não pode tomar a decisão por ele. 
O discípulo precisa tomar essa decisão interna e esforçar-se, não é? Se toma uma decisão precisa trabalhar pelo que decidiu. 

Como disse antes, o discípulo aprende a viver em comunhão com as almas que formam o grupo onde se encontra e não alimenta críticas, divisões, nem permite que uns se beneficiem em detrimento de outros; não alimenta qualquer questão que traga desarmonias no grupo. Agirá como um irmão cuidadoso que favorece as condições para que todos estejam bem no grupo.

A força amorosa que alimenta as almas que constituem o grupo é que conduz o grupo. Esta é uma força silenciosa que está sempre operando dentro do grupo, independente das questões das personalidades humanas.

É fundamental apreciar essa força amorosa que movimenta-se em todo o grupo de almas ou grupo de discípulos. É essencial sintonizar-se com essa força amorosa porque o grupo está em vós e vós estais no grupo. E assim, em todas as ações, vos sentireis muito acompanhados - na retaguarda - por aqueles que compõem o vosso grupo.

Toda a ação realizada por um grupo, qualquer que seja a ação grupal, em favor da humanidade traz muito ao grupo e também muito a cada uma das almas. E dilui muitas névoas, ilusões, ou fantasias que ainda possam ter as personalidades dos integrantes.

Alguma dúvida? 

Aluna 1 - Mestre, não é dúvida mas é um agradecimento a respeito deste esclarecimento, porque nos toca mesmo internamente, esclarece a realidade que estamos vivendo e principalmente nosso compromisso. Porque como o senhor falou, os discípulos foram preparados lá trás para hoje assumir uma ação com a alma, junto aos Mestres da Hierarquia e nos foi esclarecido, principalmente essa preservação das energias, o movimento do amor que preserva as unidades, e também as bases materiais para que tenhamos condições de continuar compartilhando essa ação grupal que é tão necessária. Para mim foi muito importante.

Mestre - Existe a forte presença de amor, de energia amorosa no vosso grupo. Existe uma forte presença, basta vos sintonizar e sentir isso.

É necessário permitir que esse amor fale mais alto para que diminuam os julgamentos, as críticas e tudo aquilo que possa diminuir as oportunidades do grupo.

Pensar junto, dialogar, tudo isso é importante, mas é essa força amorosa que vos movimenta. É nisso que precisais ficar atentos. Assim como na vossa família - o amor movimenta-vos - e às vezes podeis sentir a presença desse amor, no grupo também é permanente essa ação amorosa, que se traduz em conquistas: conquistas realizadas por cada alma e pelo grupo em sí.

Cada discípulo tem o seu processo único, o seu desenvolvimento único e não dá para comparar duas pessoas num grupo. Todos são diferentes mas são exatamente as diferenças que somam e tornam todos iguais através da doação amorosa de cada um e que beneficia a todos.

A ação que estais movimentando espiritualmente tem muito mais valor e tem um teor muito mais elevado do que as vossas personalidades imaginam, e sabeis internamente disto. 
.
Cada grupo tem a sua identidade espiritual. O que podeis realizar outros grupos não podem, porém, outros grupos podem realizar ações diferentes, porque as almas se unem através de seus níveis evolutivos. O importante é que todos os grupos formam uma Grande Unidade à serviço da humanidade e do Planeta.

A humanidade atualmente precisa mesmo deste trabalho e muito! O Grande Plano está desenvolvendo-se e esta ação grupal faz parte dele. Se houver muitas falhas humanas, muitas falhas grupais, a humanidade perderá muitas oportunidades e o planeta também. Caso isto ocorra, será muito custoso para a humanidade retomar as mesmas condições e reconquistar asoportunidades perdidas.
 
Deste modo, o trabalho que todos os grupos de almas estão realizando no planeta serão fortalecidos. Todos os grupos se fortalecerão ainda mais e terão suporte necessário de todas as almas que fazem parte das Unidades Luminosas, entre as quais a Escola de Sabedoria Universal da Síntese está.
 
Todo o movimento das Hierarquias Angélicas, das Hierarquias Energéticas está voltado também para a ação nesta humanidade. Muitos seres de outras constelações, de outros sistemas, também estão trabalhando porque amam este sistema planetário.
 
Fazeis parte da vida universal e é importante pensar sobre isto. Os vossos espíritos vieram de algum ponto do universo e vieram para cá, a Terra, mas não sois os únicos que sairam de uma determinada estrela e vieram para esse sistema planetário. A vossa estrela de origem está conectada com todos os seus filhos e filhas, seus irmãos e irmãs que estão trabalhando a favor desta humanidade. E, obviamente sempre trarão o que for necessário para auxiliar tanto àqueles que fazem parte da sua família estelar como também a todas as almas que fazem parte da humanidade. 
 
Sois, na verdade, parte de uma vida universal. Estais aqui no sistema planetário - Terra - fazendo um percurso necessário, talvez programado, mas depois a evolução vos conduzirá para outros pontos do universo.

Aluna 1 - Mestre, todo esse processo que está se dando na humanidade está fortalecendo e movimentando almas e espíritos que têm uma ligação com cada um de nós dentro das unidades, não é? Dentro do sistema familiar as almas que também estão ligadas a esses processos estão auxiliando mais, é isto? Há conexões mais fortes com almas que têm afinidades de outras vidas e que podem auxiliar mais as unidades grupais?

Mestre - Todas as almas que fazem parte do vosso sistema familiar mas que estão no plano astral ou no plano mental são atraídas por vocês, que estão aqui no plano físico, numa ação como está voltada para a humanidade. Vocês estão dentro de uma Ação Crística muito forte e as almas são atraídas porque trabalham também nesta ação no plano astral. Como vocês estão no plano físico, elas são atraídas a somar forças com vocês espiritualmente e a contribuir!
 
As almas pertencentes ao Sistema Familiar que estão em outros planos contribuem espiritualmente, e isso faz com que o sistema familiar ganhe mais agilidade, rapidez nas suas questões kármicas. Porque há almas no sistema familiar que têm muita força espiritual mas tiveram dificuldades no percurso do Caminho em outras vidas. Deste modo, muitas almas são beneficiadas porque há um movimento dentro do sistema familiar a partir dos níveis mais sutis e que desagua no sistema no plano físico dando-lhe muita força espiritual. Entendeu isso?
 
Aluna 1 - Entendi. Era isso que eu estava achando mesmo. Então essa ação aqui no plano físico vai ganhando força para as unidades grupais, porque cada um vai ganhando conexões mais fortes com outras almas que estão ajudando a movimentar melhor, não é?
 
Mestre - À medida que vocês trabalham espiritualmente e ficam mais conscientes da vossa unidade interna e da ação de outras unidades espirituais que vos envolvem, obviamente sois fortalecidos e começais a reconhecer muitos Seres de Luz que são muito familiares, ou seja, possuem uma conexão com as vossas almas há muitas vidas passadas.
 
Portanto, aos poucos, reconhecereis que a vossa ação é acompanhada por outros seres, é alimentada de força e de luz por outros seres, e isto é muito importante para quem está no plano físico.
 
A alma vai atingindo um movimento que fortalece a vossa ação mental. E assim, a alma consegue - nessa ação contínua (individual, grupal) - fortalecer esse campo mental superior que é o mais próximo da alma. Isso é uma conquista também para o discípulo: ele tem a sua mente mais clara, mais limpa, mais forte, para atender as necessidades internas.
 
A mente está a serviço da evolução e está a serviço da alma também e essa qualidade mental, a que me referi, coloca-vos em condições de administrar de outra maneira as emoções, porque as emoções podem estar em várias escalas: podem estar nas escalas inferiores ou nas escalas superiores. O ser humano sempre terá emoções, sempre! Faz parte da sua criação.
 
À medida que a mente vai ficando mais clara, mais forte, e que as emoções são administradas através das energias mais elevadas da mente e da consciência elas se manifestam e se expressam com um teor mais amoroso e mais consciente.
 
Todos estão chegando lá. É uma questão de dar passos: nada se consegue de uma só vez, numa semana, num mês... Nada se consegue num passe de mágica. É uma questão de auto-observação e de reconhecimento porque a mente vai tornando-se mais rápida, cada vez mais rápida na medida em que é acompanhada desta ação da própria alma.
 
Essa é uma tônica da era aquariana: a mente se torna mais dinâmica, mais forte. E Isto vai abrindo vários campos da consciência porque há uma integração maior entre o físico, o emocional, o mental e o búdico. Assim, a consciência expande-se.
 
Muitos pensam que é o contrário: que o trabalho com a consciência é anterior ao trabalho com a mente. Isto é um equívoco. Primeiro a mente se fortalece e depois a consciência. Pois, se não houver uma integração energético-espiritual na mente que organize e fortaleça as emoções, não é possível acessar níveis muito elevados de consciência. Por isto, quando vivenciais uma experiência grupal sois atingidos em todos os níveis: nas emoções profundas, superiores, nos sentimentos verdadeiros e em todos os aspectos da vossa mente.
 
Então, quando retornais de uma experiência grupal vos sentis movimentados e sensibilizados por um estado especial de consciência em que as emoções, os sentimentos e a mente vos traz plenitude e paz.

É um conforto para a personalidade ter uma mente mais rápida porque ela tem muita fome de aprender, de saber, de conhecer. Portanto, o infinito estará diante dela porque a mente poderá trabalhar, conhecer, reconhecer e expandir o conhecimento. Toda essa ação que se dá individualmente e grupalmente está trabalhando em favor da sabedoria.
 
A humanidade chegará ao estágio de retomar a sabedoria. É preciso retomar a sabedoria. É muito cedo ainda mas, a sabedoria já está em movimento naquelas almas que estão trabalhando com consciência.
 
Alguma questão? 

Aluna 2 - Eu tenho. Não é uma dúvida, é uma curiosidade em relação aos meus familiares. Por exemplo: alguns que são muitos radicais (da igreja católica) e há outros que não aceitam quando se dá o desencarne que a alma vai para outro universo de experiência, então...

Mestre - Ou seja, há muitas divisões dentro do sistema familiar.

Aluna 2- Sim, mas está melhorando. Era assim: não aceitavam quando eu estudava espiritismo, mas alguns ainda pensam que eu sou espírita... então eram muito radicais, mas está melhorando...
Mestre - Estas divisões dentro sistema familiar, como eu disse, tendem a diminuir nesta etapa e nas seguintes da Era Aquariana.
 
Aluna 2 - E quando eles passam para o lado de lá, continuam os mesmos ou podem mudar?

Mestre - A personalidade que eles têm aqui no plano físico se diluirá e a alma começará a adquirir a consciência astral uma vez que se encontrará no plano astral.
 
Aluna 2 - Eu tenho uma irmã que era muito assim comigo... Eu sonho muito com ela falando coisas, conversando comigo...Então acho que ela mudou...
 
Mestre - A personalidade que cada um tem no plano físico se dilui no plano astral. A alma recolhe toda a experiência necessária... 
 
Aluna 2 - Divisão foi só o que elas aprenderam aqui, não foi?
 
Mestre - Não. Estou falando que as divisões que existem no sistema familiar têm possibilidade de diminuirem. Você está atraindo forças novas para o seu sistema familiar...
 
Aluna 2- E eles estão observando...
 
Mestre - Eles estão recebendo.
 
Aluna 2 - Sim. Depois dos exercícios direcionados aqui para o sistema familiar, melhorou muito. Nunca mais se meteram com as minhas escolhas. Melhoraram muito, muito mesmo.

Mestre - Certo Alguma questão mais?
 
Aluna 3 - Sim. Eu queria perguntar a respeito dessa necessidade do discípulo para o trabalho grupal. Para mim, esta viagem para o Brasil me trouxe uma consciência do quanto fazia falta o contato físico no trabalho grupal. E aí estou pensando que talvez hajam outras almas - alunos velhos, alunos novos - que faz tempo que não têm contato com a Escola e que talvez estejam na mesma situação. O que se pode fazer para estimular ou aproximar essas almas ao núcleo da Escola?

Mestre - Isto já está sendo feito. Espiritualmente, à medida em que a Escola está atingindo estes níveis avançados de trabalho grupal, todas as almas que estão ligadas espiritualmente com a Escola de Sabedoria Universal da Síntese são conectadas. Você, por exemplo, que mora na Romênia, é conectada. Você recebe em seu país a força grupal e todas as forças individuais para te auxiliarem lá. Estas forças espirituais enviadas movimentarão sua ação espiritual e facilitarão que caminhos se abram para você, para sua vida, para a sua experiência espiritual, para o seu caminho. 

Esta ação de conexão com as almas ou com aquelas pessoas que fizeram parte da Escola mas que atualmente estão ausentes, por várias questões, é feita constantemente. Elas podem estar ausentes fisicamente mas espiritualmentes não estão.
 
Há um vínculo entre as almas, um vínculo com as energias espirituais e com o processo de trabalho da Escola de Sabedoria Universal da Síntese. O trabalho grupal que está sendo feito mobiiza e sensibiiza aquelas almas que buscam a Escola de alguma maneira mas que não podem vir ou aquelas que estão longe.
 
Aluna 1- Mestre, e nesta pergunta dela, há uma necessidade... por exemplo: as almas são tocadas e se encontram em outras partes do mundo e não tem condições, fisicamente, de estarem aqui. Dentro da experiência que cresce grupalmente, elas são mobilizadas a buscarem outras almas afins nas regiôes onde estão?? Para que as ações ocorram e estas almas estejam mais presentes isto é necessário?

Mestre - Sim, sim. Hoje, o desenvolvimento espiritual da humanidade é muito diferente do desenvolvimento espiritual do passado. Hoje, quando uma alma entra no caminho - a partir da sua busca - assim que começa a ganhar força e consciência sente a necessidade de unir-se a outras almas. No passado um discípulo sabia que o seu caminho era individual e ficava quarenta anos, cinquenta anos trabalhando sozinho. Hoje, as almas que estão entrando no caminho sentem uma necessidade urgente de se aproximarem de outras almas afins.
 
Aluna 1- É, isso dá para sentir. Não há como se isolar,não é?
 
Mestre - Não. Um discípulo tem um movimento novo em Aquários. O discípulo é parte de algo maior e sempre busca compor a unidade, participar da unidade, sempre somando; assim é o movimento do discípulo. É possivel ver nas experiências espirituais como o movimento energético deste estágio aquariano leva as almas a se deslocarem e a se agruparem mesmo, não é? Este é o movimento natural que acontecerá com todas as almas de acordo com seus níveis evolutivos. Esta é a demanda aquariana. Até mesmo a Nova Raça está passando por uma grande preparação. Elas possuem a consciência de que a ação é grupal.

Aluna 1- Mestre, na minha caminhada de busca sempre dei preferência à parte espiritual em relação a parte social. Foi sempre, sempre, sempre. Eu sempre fui assim. Por exemplo: a Escola está longe de São Paulo e não posso fazer as duas coisas ao mesmo tempo: a parte social e a parte daqui. Eu escolho vir à Escola quando tem aniversário, casamento e tudo mais. Eu venho com amor, mas as pessoas me acham diferente, sentem minha falta e me criticam, mas eu prefiro sempre vir aqui do que ir lá. Aqui eu acho que ajudo mais a eles do que indo lá. Escolho vir aqui mas estou fazendo o que a minha consciência pede.

Mestre - Nesta vida você decidiu dar prioridade à alma, não é? 

Aluna 2 - É. Primeiro vem as coisas de Deus e o resto vem por acréscimo... Foi sempre, sempre assim, desde pequena.

Mestre - Então, siga sempre a alma.

Mestre - Está passando do horário Se houver interesse podemos trazer aula no próximo mês. E até lá tereis tempo para pensar nestas questões. Isto vai auxiliar e expandir mais ainda a compreensão.

Muito obrigado e que a nossa luz fique convosco!
 
 Mestre Djwal Kull (O Tibetano)
Aula Canalizada transmitida em 03/05/2017
na Escola de Sabedoria Universal da Síntese
Canalização de Lourdes Rosa 


 
 voltartopo

  NEWSLETTER

Cadastre-se para receber ofertas e informações

dados recebidos

Nome:

Email:





Portal da Síntese   Compartilhar


 
 

 
 
   

Portal da Síntese
Escola da Síntese - Editora Portal              
(11) 4777-9870  
whatsApp (11) 99551-9953

HOME | ESCOLA DA SÍNTESE | ATIVIDADES | AGENDA | PRÁTICAS ESPIRITUAIS | LEITURAS | CONTATO | LOJA